Trinta e três suspeitos de grilagem em terras indígenas sãos presos em Pontes e Lacerda

Ação ocorreu entre os dias 16 e 20 de novembro na terra indígena Sararé, em Pontes e Lacerda; prejuízo ao crime é de R$ 5 milhões
griladores_presos

Da Redação

Durante cinco dias de atuação, a operação conjunta Caseus V prendeu 33 suspeitos e apreendeu veículos, barcos, gerador de energia, entre outros equipamentos. A operação ocorreu entre os dias 16 e 20 de novembro e teve como objetivo o combate à exploração ilegal de minérios na Terra Indígena Sararé, localizada em Pontes e Lacerda (440 km de Cuiabá).

Além da participação do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), a força tarefa teve atuação da Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e das forças especializadas da Polícia Militar de Mato Grosso, como Polícia Ambiental e Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Além da identificação e prisão dos 33 suspeitos, as forças policiais destruíram acampamentos, ferramentas, canos, combustíveis, barcos, motores e diversos materiais utilizados para a prática de garimpagem ilegal.

Entre as apreensões realizadas estão um total de cinco veículos, 12 barcos, 14 motores de popa, um motor estacionário e um gerador de energia. O prejuízo ao crime foi estimado em R$ 5 milhões, entre multas aplicadas e materiais apreendidos.

Os suspeitos foram conduzidos para a Polícia Federal de Cáceres para as providências que o caso requer.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também