Taques disputa a reeleição, mantendo Favaro como seu candidato a vice-governador

Guilherme Malouf e Pedro Taques

Por: Esportes & Noticias

No futebol existe a velha máxima de que em time que está vencendo não se mexe. Partindo deste princípio, o governador Pedro Taques (PSDB) decidiu que para conquistar a reeleição não deve promover mudanças em chapa majoritária. Assim, seu candidato a vice-governador será o atual vice e ex-secretário de Meio Ambiente Carlos Favaro (PSD). Para o Senado uma vaga já está definida, a de Nilson Leitão, também do PSDB. Faltando apenas confirmar a segunda vaga, que deverá ser a do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, que também vai para a reeleição.

A confirmação dos nomes que vão compor a chapa majoritária, embora o governador continue insistindo que só falará de uma possível reeleição após a Semana Santa, no final de março, foi dada pelo deputado estadual Guilherme Maluf, um dos líderes do PSDB e que participou ativamente neste final de semana de todo o processo de conciliação entre o governador Pedro Taques e o deputado federal Nilson Leitão e do esboço da chapa majoritária, que deverá ter o apoio do mesmo bloco que vem dando sustentabilidade na atual administração.

“Houve algumas reuniões, onde selamos essa nova propositura de um novo projeto político. O PSDB hoje tem um candidato a governador, que é o governador Pedro Taques, que vai à reeleição. Nós também temos o nosso futuro senador, Nilson Leitão”, disse Maluf em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta segunda-feira (5).

Ainda de acordo com Maluf, também foi acordada a possibilidade de uma troca entre Nilson Leitão e o ex-governador Jayme Campos (DEM) na disputa à vaga ao

Senado. “O Jayme tem um acordo político com o Nilson Leitão. Se o Nilson não se viabilizar, o Jaime manifestou interesse também em disputar uma vaga no Senado”, disse.

“Existe esta vaga, que pode ser do Blairo, pode ser do Mauro. Não houve veto a nenhuma dessas duas pessoas. Até porque em alguns momentos o próprio Mauro se diz candidato e em outros não”, afirmou o deputado.

Maluf destacou ainda que “muitas coisas podem acontecer ao longo dos próximos meses” devido à possibilidade de que Maggi seja candidato a vice-presidente. Contudo, assegurou que o grupo político de Taques já se ajeitou.

“Já ajeitamos a casa de forma política, o que acho que seria o primeiro passo, isso o governador já arredondou com seus principais apoiadores: Fávaro, Nilson e Jayme”, concluiu Maluf.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também