Tá na rua de novo

A juíza Ana Cristina Mendes, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, esclareceu que decisão responsável por revogar a prisão do ex-secretário municipal de Saúde, Huark Douglas Correia, pode ser revista pela Justiça Federal. O caso versa sobre os crimes investigados na Operação Sangria.A liberdade concedida a Huark, Luciano Correia Ribeiro e Fábio Liberali, na última sexta-feira (3), gerou estranhamento em juristas que acompanham o caso.
Ocorre que os advogados dos réus pediram em embargos de declaração esclarecimento sobre decisão anterior ao envio do processo para a Justiça Federal. O juízo foi, segundo a defesa, omisso ao não esclarecer se ainda era necessária prisão preventiva contra os réus. Por enquanto, Huark e companhia seguem de tornozeleira pela cidade.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também