CUIABÁ

Sob nova gestão, Mixto completa 88 anos com desejo de voltar à elite do Mato-grossense

O Tigre de Vargas é o maior detentor de títulos estaduais, 24 ao total
Ítalo Freitas

publicidade

Em fase de reestruturação, o Mixto Esporte Clube completa 88 anos de história neste 20 de maio almejando voltar aos anos dourados do futebol mato-grossense. Nesta sexta-feira, foi inaugurada a primeira etapa do CT Ranulpho Paes de Barros, com dois campos de futebol em sua estrutura inicial.

Outro fator a ser comemorado pelo clube, é a identidade com a torcida. Mesmo vivendo tempos difíceis nos últimos anos, os torcedores do Alvinegro fazer uma verdadeira festa toda vez que o time entra em campo. Foi assim contra o Paulistano, que mesmo jogando como visitante, lotou o Dutrinha. Duas semanas depois, repetiu a dose quando enfrentou o Sinop, também no Dutrinha.

Rebaixado em 2020, o Tigre de Vargas bateu na trave na última temporada e não conseguiu voltar para a primeira divisão. Em 2022, o clube tenta retornar à elite estadual pela segunda vez e até aqui faz uma campanha invejável. Sob o comando de Odil Soares, a equipe realizou três partidas, venceu todas elas, marcando 12 gols e sofrendo apenas um.

O Mais Querido, como carinhosamente é apelidado, o Mixto é o maior detentor de títulos estaduais, 24 ao total.

No dia 24 de fevereiro de 2022, João Dorileo Leal e Antero Paes de Barros oficializaram a parceria com o clube. Os investidores estabeleceram metas na assinatura do contrato. Dentre elas, a principal é fazer com que o time chegue a Série C em um período de seis anos e posteriormente suba para Série B.

Para voltar à elite do Mato-grossense, o time alvinegro precisa avançar à final da competição, já que os dois finalistas garantem o acesso para primeira divisão. As semifinais serão realizadas em jogos de ida e volta, enquanto a decisão será disputada em jogo único, na casa do time com a melhor campanha.

Caso avance para grande final, o Tigre de Vargas garante vaga na Copa FMF, torneio agendado para o segundo semestre. A competição regional dá ao campeão uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. Essa é uma estratégia vista com bons olhos pela diretoria, a fim de chegar as competições nacionais de maneira mais rápida.

Em uma nova era, o clube inaugurou a primeira etapa do CT Ranulpho Paes de Barros nesta sexta-feira. Motivados pelo desejo de seu pai Ranulpho Paes de Barros, os irmãos Luís e Antero tiraram o projeto do papel e o colocaram em curso.

Localizado na região do bairro Pedra 90, o CT ocupa uma área de seis hectares e contém dois campos com medidas oficiais, 1.200 m² de área construída, 14 apartamentos, academia de ginástica, salas de fisioterapia, consultório odontológico, salão de jogos, auditório e espaço administrativo.

Com ingressos entre R$ 5 a R$ 20, o Mixto finaliza a participação na primeira fase da Série B do Estadual, quando recebe o Operário Ltda, neste sábado (21), às 15h, no estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha.

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade