Sem dinheiro, Luverdense desiste de disputar o Brasileirão da Série D

Ao justificar sua desistência da competição nacional, o Luverdense disse que “há muitos casos de coronavírus em elencos de competições que foram retomadas, como as séries A e B.
helmute_luverdense

Por Esportes & Notícias

Da Série B a desistência de disputar a Série D, a quarta divisão do futebol brasileiro, após duas quedas de divisões por fraco futebol. Este é fim melancólico do Luverdense, de Lucas do Rio Verde, que oficializou nesta sexta-feira junto a Confederação Brasileira de Futebol – CBF – que não vai disputar a competição nacional. A alegação foi problemas para a montagem da equipe devido a pandemia do coronavirus. Na verdade, a falta de apoio financeiro da cidade para que o clube pudesse ter um time competitivo para brigar por uma vaga na Série C. O Sinop, deverá entrar na vaga deixada pela equipe do médio norte.

Ao justificar sua desistência da competição nacional, o Luverdense disse que “há muitos casos de coronavírus em elencos de competições que foram retomadas, como as séries A e B. Por este motivo, optou por não participar da quarta divisão do nacional.

Entretanto, na cidade sabe-se que o cube vem enfrentando a pior crise de toda a sua história e que a diretoria, formada pela família Lawisch – Guilherme como presidente e seu pai Helmute, como diretor de futebol – não aceitavam mais bancas sozinhos as despesas para a formação de um bom time e queriam o apoio da classe empresarial, que não demonstrou nenhum interesse em ajudar. A diretoria ainda cogita o fim do clube que tantas glórias deu a Lucas do Rio Verde.

Com a desistência da Série D, o Luverdense ainda pode sofrer sanções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O time integrava a Chave A 2 com Altos (PI), Juventude (MA), Moto Clube (MA), River (PI), Santos (AM), São Raimundo (AP). A estreia seria no dia 20 de setembro.

SINOP CONVIDADO

Assim que tomou conhecimento da posição do Luverdense, a Federação Mato-grossense de Futebol imediatamente entrou em contato com a diretoria do Sinop convidando o clube a assumir a vaga deixada pelo time do médio norte. A entidade também entrou em contato com a CBF avisando que estava indicando para o lugar do Luverdense o Sinop.

“O regulamento específico da Série D 2020, prevê no Artigo 34, que, se o clube desistente for um dos quatro que sofreram descenso da Série C do ano anterior, a vaga será transferida diretamente para o Campeonato Estadual do clube desistente, seguindo a sua sequência de classificação”, disse a FMF, em nota.

A entidade a partir de agora, aguarda a confirmação se o Sinop irá ou não participar do Campeonato Brasileiro da Série D.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também