Região Oeste de MT dá início a sua fase dos Jogos Escolares

Cáceres será o município-sede da próxima etapa regional que começa na sexta-feira, dia 05
Jogos estudantis em Cáceres

Na próxima sexta-feira (07) terá início a fase de Jogos na região Oeste, que será realizada em Cáceres e contará com a participação de 35 escolas dos municípios de Araputanga, Curvelândia, Lambari D’Oeste, Mirassol D’Oeste, Poconé, São José dos Quatro Marcos e Várzea Grande.

Com equipes masculinas e femininas em todas as modalidades, nas categorias A e B, Cáceres é a cidade com maior pluralidade de escolas classificadas para a competição. O município será representado por uma escola particular, 09 escolas estaduais e uma federal, sendo a última o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT/Cáceres).

Para a realização dos Jogos Escolares da Juventude, a Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer (Secel) conta com a parceria da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e do município-sede.

“Vamos iniciar a quinta fase regional. Até a primeira quinzena de julho, os Jogos prosseguem em outras cinco regiões esportivas. Temos muito a agradecer aos municípios que se dispõem a sediar a competição, pela parceria e pelo comprometimento com o esporte”, expõe o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

Na quarta-feira (05) a premiação das escolas campeãs marcou o encerramento dos Jogos Escolares da Juventude na região Sul/Sudeste. Foram sete dias de disputas entre mais de 600 estudantes da categoria A, com idade entre 15 e 17 anos, nas modalidades coletivas de basquetebol, futsal, handebol e voleibol.

O evento reuniu em Poxoréu, município-sede dessa fase regional, mais de 800 participantes das delegações de 16 municípios, com 35 diferentes escolas públicas e particulares da região. As escolas campeãs avançam para a fase estadual que ocorrerá nos meses de julho, agosto e setembro.

O relatório completo da competição na região Sul/Sudeste, com a classificação final por modalidade, gênero e idade, pode ser acessado AQUI.

Competição e aprendizado

Além de mostrar suas habilidades esportivas, os jovens atletas passam por experiências que possibilitam crescimento pessoal e integração durante os Jogos Escolares. O refeitório vira um centro de aproximação entre as equipes, oferecendo apresentações culturais e práticas de vivência do esporte por pessoas deficientes, como basquete em cadeiras de rodas e futebol de cegos.

Técnicos e árbitros também são orientados a não valorizar somente os acertos e a levar aprendizado mesmo nos momentos em que as punições pelas regras do esporte sejam imprescindíveis.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

TOP VÍDEOS

Veja Também