CUIABÁ
21 de abril de 2021 - 04:50

Quando o estádio Dutrinha será reinaugurado? Nem Emanuel Pinheiro sabe

passados três anos do início das obras onde se consumiu aproximadamente R$ 2,5 milhões de recursos, ainda não foi inaugurado, Dutrinha volta a ficar sem data para a sua reinauguração
fachada_dutrinha

Por Esportes & Notícias

Afinal, quando o estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha, que na década de 1950, quando do início de sua construção se dizia que seria o “Maracanã cuiabano” e acabou frustrando o personagem que lhe deu seu nome, o cuiabano Marechal do Exercito Eurico Gaspar Dutra, então presidente da República que ao ver a obra, que nada se aproximava do Maracanã, virou as costas e foi imediatamente embora para o Rio Janeiro, será reinaugurado?

Fechado desde 2015 por determinação do Ministério Público Estadual, que o interditou por falta de segurança, principalmente para os jogadores e equipes de arbitragens, o velho Dutra, segundo estádio de futebol em Cuiabá, só teve as obras de reformas iniciadas em 2018, com valor da obra orçada em R$ 460 mil e que deveria ficar pronto em 120 dias, até hoje, passados três anos onde se consumiu aproximadamente R$ 2,5 milhões de recursos, ainda não foi inaugurado.

Desde o reinício das obras, várias datas foram confirmadas pela Prefeitura de Cuiabá para a sua reinauguração e ter jogos de futebol, principalmente do Campeonato Mato-grossense. A primeira data para reinauguração seria 8 de abril de 2019, no aniversário dos 300 anos de Cuiabá. As obras não ficaram prontas. Em ritmo lento e várias paralisações o tempo passou e se chegou a programar a inauguração para o final de 2020. Não aconteceu. Depois acertou a data de 28 de janeiro deste ano, 2021, na abertura do Campeonato Mato-grossense. Não aconteceu. A última data para a inauguração seria 8 de abril, nesta quinta-feira, como parte dos festejos dos 302 anos de Cuiabá. Não será mais.

Com vários cancelamentos na sua reinauguração, a reportagem do Esportes & Notícias esteve no velho estádio, que presenciou grandes clássicos do futebol mato-grossense entre Mixto e Operário e Dom Bosco, e viu em suas arquibancadas tradicionais torcedores, e a constatação é que as obras continuam vagarosamente, em alguns trechos do estádio, como arquibancadas e vestiários. E tem obra ainda para ser realizada, como a cobertura dos bancos de reservas, onde só tem a marcação. “Sem esta cobertura para os jogadores e comissão técnica o estádio não pode ser entregue”, disse um funcionário do estádio que acompanhou a reportagem e mostrou que até o gramado precisa ser marcado e aparado. “Só acreditarei que o estádio será inaugurado quando a Federação Mato-grossense de Futebol nos mandar documento avisando que é preciso preparar o gramado e fazer as marcações. Enquanto isso não acontecer não tem inauguração”, completou o funcionário,

Mas afinal quando o estádio será inaugurado? Na Prefeitura de Cuiabá, nem quem trabalha ao lado do gabinete do Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) sabe informar. A alegação é a de que Pinheiro sonha em entregar o estádio que um dia frustrou o ex-presidente Eurico Gaspar Dutra que mandou recursos para a construção de um “Maracanã cuiabano” e viu um estádio longe do que haviam lhe prometido, com a presença de público. O problema que a volta dos torcedores às arquibancada não tem data definida, enquanto perdurar a pandemia do coronavirus, que impede aglomeração. ”Se o prefeito for quer público para entregar o estádio, vai ter de esperar muito tempo” ironiza um funcionário da Prefeitura.

Na Secretaria de Serviços Públicos, responsável pelas obras do estádio, a próxima data de inauguração é 23 de abril, uma sexta-feira, na primeira fase do mata-mata do Campeonato Mato-grossense, tendo o Cuiabá como mandante do jogo. A Federação Mato-grossense de Futebol, não confirma a realização de um jogo do Cuiabá em 23 de abril no estádio, pois a primeira fase do Estadual ainda não terminou e não se tem o chaveamento do mata-mata. Mas, é possível, uma vez que o Do Bosco tem chance de terminar a fase na oitava posição, se figurando como adversário do primeiro colocado que pode ser o Cuiabá.

Enquanto não se confirma a inauguração e o estádio vive a expectativa da vontade do prefeito de plantão e que não mostra interesse em finalizar as obras e entregar para os clubes, a Arena Pantanal, que deveria estar passando por obras para receber jogos da Série A, com o Cuiabá continua sendo usado quase que diariamente para jogos do Estadual, abrigando partidas do Cuiabá, Operário, Dom Bosco, Ação e Poconé, que estão mandando suas partidas e comprometendo, principalmente, o gramado, com tantos jogos.

Mas, afinal, que se arrisca a cravar uma data para a inauguração do Dutra? Como diz o funcionário que trabalha no estádio, a inauguração só vai acontecer quando a FMF enviar solicitação para a preparação do gramado com corte de grama e marcação para sediar os quantos. Até lá é esperar a vontade do prefeito para definir quando ele vai querer reinaugurar o velho Dutra.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também