Projeto viabiliza o plantio de mais 200 mudas em Lambari D´Oeste

O projeto contempla ainda a realização de palestras nas escolas sobre o tema
Amigos do rio

O projeto “Amigos da Natureza” realizou nesta sexta-feira (29), em Lambari D´Oeste, o plantio de mais 200 mudas para recuperação de nascentes. A ação envolveu aproximadamente 100 estudantes da rede pública de ensino. Desde que começou a ser executado, em abril de 2018, o projeto já viabilizou o plantio de mais de 3.500 mudas de espécies nativas na região. Além do município de Lambari D´Oeste, a iniciativa também contempla os municípios de Rio Branco e Salto do Céu.

Os amigos da natureza, conforme o coordenador do projeto, promotor de Justiça Emanuel Filartiga, estão espalhados nos quatro cantos dos três municípios. É possível encontrá-los em diferentes lugares: nas escolas, prefeituras, secretarias municipais, Polícia Militar e também nas propriedades rurais. “O projeto só existe porque muita gente está envolvida. Parceiros especiais como o professor Josil Dorriguette, o biólogo José Aparecido, a senhora Izabel Rigoni e os servidores da Promotoria de Justiça de Rio Branco deixaram o projeto ainda mais admirável”, destacou o promotor.

O senhor Manoel Jorge e sua família também têm um carinho especial pelo projeto. Em sua propriedade há um viveiro com mais de 20 mil mudas, todas destinadas ao projeto. Neste mês, segundo Filartiga, o representante do sindicato rural esteve na Promotoria de Justiça com uma lista de proprietários rurais que querem plantar mudas.

Existem ainda as mudas doadas nas escolas da comarca que resultaram em novos projetos e ações, a exemplo do projeto “Um pé de que”, desenvolvido pela Escola Municipal Manoel Tavares de Menezes, em Rio Branco. A sensibilização da comunidade também resultou em doações de serviços e bens ao projeto. A lista inclui drones, perfuradores, estacas, fios de cerca, adubos, entre outros itens.

CENÁRIO: Apesar de integrarem a “Rota das Águas” em Mato Grosso, alguns rios, córregos e nascentes da comarca de Rio Branco, município distante 336 Km de Cuiabá, sofrem com as consequências do avanço das pastagens. O projeto “Amigos da Natureza – Recuperação das matas ciliares” surgiu com o desafio de mudar esse cenário.

A proposta é promover a revegetação das áreas degradadas com o envolvimento de toda a sociedade. Antes da recomposição, no entanto, é feita a avaliação da área degradada; levantamento da vegetação regional e suas espécies características; seleção do sistema de vegetação; plantio, manutenção, avaliação e distribuição das espécies no campo. O cronograma de ações inclui preparo de mudas, reunião com os parceiros, isolamento da área, abertura e adubação de covas e plantio de mudas.

O projeto contempla ainda a realização de palestras nas escolas sobre o tema. “É mais um projeto de conscientização ambiental e de cidadania que busca trazer a criança, o jovem e os munícipes a entenderem a importância das plantas, da água, da terra, do sol e do ar, enfim, da vida”, ressaltou o promotor de Justiça.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também