CUIABÁ
05 de dezembro de 2021 - 18:36

Projeto de lei acaba com a exigência de exame contra covid para entrada de crianças nos estádios de futebol

O projeto já está acordado entre os parlamentares e deve ser aprovado na sessão matutina desta quinta-feira (24)
Wilson Santos

O Governo do Estado pode sancionar ainda esta semana, um projeto de lei do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que proíbe a cobrança de comprovante de vacinação de crianças menores de 12 anos para entrada em jogos de futebol em Mato Grosso. Na Arena Pantanal, menores são barrados por falta do comprovante.

“Foi um pedido especial da diretoria do Cuiabá Esporte Clube que me procurou dizendo da problemática que tem enfrentado na portaria da Arena em dias de jogos. Problemática confirmada pelo deputado Paulo Araújo (PP). Ele foi assistir a um jogo, levou seu filho Paulinho, e foi exigido o comprovante de vacinação da criança. O menino tem 7, 8 anos, não tinha o comprovante e o Paulo retornou pra casa sem poder assistir o jogo. Isso tem acontecido com centenas de pessoas”, disse o parlamentar.

O projeto justifica que no Brasil não há vacinação contra covid-19 para menores de 12 anos.

Wilson Santos chamou a atenção para o fato de existir nas proximidades um laboratório de análises clínicas oferecendo o exame contra convid-19 por R$ 150. O exame com resultado negativo também serve de passaporte e muitas pessoas estariam pagando este valor para ter acesso aos jogos, além das despesas com ingressos.

“Uma família com três quatro filhos vai ao estádio, tem que pagar o ingresso e ainda o exame? Isso é um absurdo. E um detalhe, o Brasil ainda não está vacinando crianças desta faixa etária”, disse o parlamentar.

O projeto já está acordado entre os parlamentares e deve ser aprovado na sessão matutina desta quinta-feira (24).

“O parlamento, ajuizadamente, discutiu esta matéria e aprovou. Espero que ainda hoje à tarde, o presidente da Assembleia, Max Russi (PSB), possa ir até o governador ara eu ele sancione isso até amanhã”, completou.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também