Prefeito de Sapezal ‘maqueia’ ponto turístico visando reeleição

foto - Prainha municipal, em Sapezal, abandonada pela atual administração
foto - Prainha municipal, em Sapezal, abandonada pela atual administração

Da Redação \Com Assessoria

Embora o prefeito de Sapezal, município localizado a cerca de 500 km de Cuiabá, Valcir Casagrande esteja na disputa para as eleições municipais de 2020, o uso da artimanha conhecida como “maquiagem”, principalmente nos tempos que antecedem o período de campanha eleitoral, vem sendo realizada descaradamente no município. Aliás, além da Prainha, Casagrande também maqueia obras de pavimentação asfáltica.

Na manhã de sábado, funcionários da Prefeitura Municipal de Sapezal, estavam trabalhando a todo o vapor no processo de reabertura da Prainha Municipal. O local, é um dos principais pontos de lazer para os moradores de Sapezal, e nos quatro anos de mandato do prefeito atual, nenhum centavo foi investido, pelo contrário, estava fechada desde o ano passado, quando havia sido interditada para a realização de reparos que não aconteceram.

Segundo os moradores e comunicados divulgados no próprio site da prefeitura, o ponto turístico, fechou para reforma e manutenção em Agosto de 2019, foi reaberta no final do ano para a realização de um evento, mesmo sem ter, sequer, iniciado às obras prometidas. No entanto, logo a realização do Festival de Pesca, a Prainha voltou a ser fechada para a população devido ao seu péssimo estado de conservação, já que as obras que deveriam ter sido realizadas, não saiu do papel, e utilização do local colocaria em risco a vida dos moradores.

Em maio de 2020, a Prainha que, até então continuava fechada, teve o acesso da população totalmente vedado, em decorrência da Pandemia da Covid-19. Segundo o decreto do prefeito, a cidade apresentava alto índice de disseminação da doença e ainda devido há isso, a reforma foi não foi concluída. A reforma de manutenção e ampliação do local tinha uma grande urgência, tendo em vista que a maior parte da Prainha já estava degradada, e com todo esse tempo fechada e sem nenhuma manutenção, a estrutura que já estava precária, ficou ainda pior. O chalé principal construído da margem até dentro do rio, se desfez parcialmente e somente a estrutura lateral de madeira ficou, e parte da passarela também acabou comprometida. Os quiosques estão degradados, alguns faltam partes dos telhados, e sem o abastecimento de água porque as torneiras estão quebradas.

Agora, às vésperas do período eleitoral, o atual prefeito, Valcir Casagande, que tentará reeleição, está realizando um serviço “meio boca”, para tentar agradar parte da população que muito criticou sua gestão, por inúmeros descasos com a estrutura da cidade. A Prefeitura de Sapezal teve uma arrecadação orçamentária de mais de meio bilhão de reais, que deveriam ter sido investidos nos quatro anos de mandato, mas de acordo com um levantamento de obras investimentos, não podemos afirmar onde foram investidos o montante.

A Prainha artificial fluvial, foi criada pelo alagamento do Rio Sapezal para a construção de usina hidrelétrica, localizada a cerca de 1km de cidade, saída para Campos de Júlio. Pelo entardecer, por volta das 17:00h é possível observar os pássaros sobrevoando a região.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também