CUIABÁ

Polícia prende garota de programa que filmou cliente em motel e exigiu PIX de R$ 4 mil

O cliente foi ameaçado com uma faca acabou transferindo via PIX o valor de R$ 2,3 mil
prostitutas_calote

publicidade

Da Redação

Uma garota de programa foi presa pela Polícia Civil, em ação da Delegacia de Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande, após roubar um cliente em um motel na região conhecida como “Zero Km”.

O crime ocorreu na madrugada do último sábado (20.11), quando a vítima de 30 anos foi até um bar no bairro Jardim Potiguar e combinou um programa, com a profissional de 19 anos. Ambos acertaram os valores e foram para um motel.

Depois de um período no motel, chegou outra garota de programa, de 31 anos, a qual passou a filmar os atos entre o cliente e a outra garota. Logo em seguida, a profissional do sexo mais velha, usando uma faca, passou a ameaçar e a chantagear o cliente afirmando que divulgaria os vídeos caso ele não fizesse uma transferência no valor de R$ 4 mil.

O cliente argumentou que não tinha a quantia total em conta bancária. Porém, acabou fazendo a transferência via PIX no valor de R$ 2,3 mil, e em seguida pagou o motel e o programa sexual. Ao sair do estabelecimento, a vítima compareceu na Derf de Várzea Grande para registrar um boletim de ocorrência.

Diante das informações, a equipe policial passou a apurar o crime e por meio de imagens de câmeras de segurança instaladas nas proximidades dos fatos, conseguiu  identificar a autora do roubo, que também foi reconhecida por foto.

Os policiais civis tiveram acesso ao documento do cartão, comprovando a transferência no valor de R$ 2,3 mil feito durante a madrugada.

Com base nos indícios e provas, a suspeita foi localizada e encaminhada até a Derf de Várzea Grande. Ao ser interrogada, ela alegou que a houve um desacerto entre eles e o valor transferido era referente a outros dias em que haviam saído com o cliente.

Depois de ouvida, a suspeita foi presa pelo crime de roubo. Por possuir registro civil alterado para nome feminino, ela foi autuada com o atual nome conforme consta nos documentos.

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade