Piran e Silval não chegam a acordo sobre posse de Mansão em Jurerê

WhatsApp Image 2019-12-02 at 15.17.11 (1)

Mais uma audiência de conciliação entre o empresário Valdir Piran e o ex-governador Silval Barbosa (sem partido) não chegou a acordo. Piran não compareceu a reunião para decidir sobre a posse de uma casa em Jurerê Internacional (SC).

Piran processa o ex-governador por calúnia e difamação, uma vez que foi acusado de invadir a mansão, que seria de Silval e foi citada em sua delação premiada.

Uma audiência foi marcada em outubro, para sanar a pendência entre as partes, mas Piran também não foi. Silval compareceu acompanhado do advogado, assim como a desta segunda-feira (2), realizada na 11ª Vara Cível de Cuiabá, no Fórum da Capital.

Silval alega que comprou a mansão que pertencia ao ex-deputado Gilmar Fabris (PSD) e que Piran sabia que o imóvel era do ex-governador. No entanto, Fabris tinha dívidas com Piran, e este invadiu a casa como forma de receber o dinheiro que o ex-parlamentar lhe devia.

A mansão foi oferecida por Silval como ressarcimento pelo dano causado nos desvios dos quais participou, mas a Justiça recusou o bem por conta da briga judicial.

Uma nova data para conciliação deve ser marcada.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também