CUIABÁ

Odare Vaz Curvo é homenageado e passa a integrar galeria no Alencastro

O homenageado exerceu o cargo de prefeito de Cuiabá em abril de 1955
Foto: Davi Valle
Foto: Davi Valle

publicidade

Da Redação

No sétimo andar do Palácio Alencastro encontra-se um tesouro cuiabano, que relata com riqueza de detalhes a história da capital mato-grossense e seus gestores. O corredor que leva ao gabinete do gestor do Executivo é embelezado pelo toque especial do artista plástico Victor Hugo e abriga uma galeria de 50 quadros dos ex-prefeitos de Cuiabá. Todos pintados à mão. Nessa quinta-feira (13), o prefeito Emanuel Pinheiro homenageou um deles, acrescentando no acervo mais uma importante obra, a de Odare Vaz Curvo, que exerceu seu mandato em abril de 1955.

Lembrando como um dos grandiosos líderes na defesa da população, a atuação de Odore não se limitou apenas à passagem pelo Executivo. Ele também foi vice-prefeito e vereador eleito ainda nas primeiras legislaturas, além de ser graduado em odontologia. O reconhecimento atende a um pedido duplo entre o vereador Mário Nadaf (PV) e o secretário de Governo, Luís Cláudio, por meio de ofício enviado ao Chefe do Executivo Municipal.

Defensor nato das raízes cuiabanas e memórias de seu povo, Emanuel atendeu à solicitação e ressaltou a importância das personalidades públicas para o desenvolvimento satisfatório do município até os dias atuais.

“Cuiabá está onde está, hoje, graças ao trabalho de famílias honradas no passado, que deixaram uma história fincada na luta, dignidade, perseverança, superação de dificuldades e desafios. Hoje há condições estruturantes muito melhores do que as que nossos antepassados superaram. Não tinha estrada, ligação com os  centros e Cuiabá deu grandes nomes para o Brasil e para o mundo. Está aqui, Odare Vaz Curvo, homem que está na caderneta da grande cuiabania”, enalteceu. A solenidade contou com a presença de filhos, netos, bisneto e amigos que resgataram um pouco da trajetória de vida do dentista e sua contribuição política para a cidade.

Para Roberto Tadeu Vaz Curvo, o pai, sempre será lembrado como um homem dinâmico, alegre e gentil que tinha como virtude o anseio em ajudar aqueles que mais precisam . “Ele era dentista, um dos primeiros de Cuiabá, formado pela Universidade do Rio de Janeiro e falava que nunca ganhou dinheiro na profissão, pois fazia, muitas vezes, de graça. Aquelas pessoas que não tinham dinheiro para pagar, ele atendia e não cobrava. Ele fazia campanhas, foi presidente de diretórios, era bem participativo. É uma alegria muito grande para nós ver ele fazendo parte dessa galeria ao lado de pessoas ilustres. Estamos muito emocionados”, disse.

Mauro Vaz Curvo, revela que não teve a oportunidade de conhecer o avô pessoalmente,  mas reiterou o orgulho que sente de sua origem. “Eu nasci dez anos após seu falecimento, mas durante a minha vida encontrei com diversos amigos dele que falam muito bem sobre sua ética e competência, além dos princípios e valores que ele passou para o meu pai, tios e depois para mim e primos. Estou muito feliz, somos muito gratos ao prefeito e vereador pelo reconhecimento”, declarou.

Renato Tadeu Vaz Curvo, também neto, herdou o legado musical de Odare, que foi um dos precursores do estilo musical Rasqueado, predominante na Baixada Cuiabana. “Assim como meu irmão não conheci ele. Mas, os amigos e familiares falam muito bem dele, que teve atitudes políticas corretas e na música não foi diferente. Toco guitarra. Meu avô gostava muito, era um dos integrantes do grupo que se chamava Serenata, sendo o primeiro a gravar o rasqueado em disco vinil, em 1965, em Cuiabá”, disse o guitarrista.

Já o vereador Mario Nadaf agradeceu ao secretário de Governo, Luís Claudio, em lhe confiar a continuação e cumprimento desta tarefa na Câmara Municipal. “Odare foi o segundo mais votado na reabertura democrática desse país, que fez jus a primeira legislatura e não era remunerado. É uma maneira singela de homenageá-lo. O nosso compromisso permanece. Como líder, Emanuel tem quebrado paradigmas e esse aqui foi apenas mais um “, concluiu.

Odare Vaz Curvo faleceu no dia 12 de março de 1972, aos 55 anos.

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade