CUIABÁ
05 de dezembro de 2021 - 20:03

Moretto diz que Republicanos convidou o vice-governador para fortalecer o partido para 2022

Segundo o deputado Valmir Moretto, o vice-governador já recebeu convites do presidente estadual do Republicanos, Adilton Sachetti, para ingressar no partido
Vilmar Moretto

O deputado estadual Valmir Moretto, único representante do Republicanos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, disse nesta quinta-feira (25) que o partido está trabalhando para se fortalecer nas próximas eleições, em 2022. Um dos nomes cotados para fortalecer a legenda, é o do vice-governador, Otaviano Pivetta, que está sem partido desde que saiu do PDT, e já foi convidado para ingressar na sigla.

 “O presidente [Adilton] Sachetti já fez vários convites. Ele será muito bem recebido no Republicanos se decidir se filiar. Nós estamos aguardando um posicionamento dele”, disse Moretto.

O deputado avalia que ainda existe um bom tempo para uma decisão, já que o prazo para as filiações partidárias vai até 2 de abril de 2022. Moretto diz também que o cenário político está mudando, com a filiação do presidente Jair Bolsonaro no PL, marcada para o próximo dia 30 de novembro.

“Politicamente no Republicanos não tem não tem problema nenhum. Ele [Pivetta] [e muito bem-vindo, bem-aceito, e gostaria muito que ele  estivesse no Republicanos na próxima eleição”, disse o deputado.

Outro nome forte para disputar as eleições, seria o do ex-deputado federal Adilton Sachetti, que atualmente é presidente estadual do Republicanos, mas que ainda não deu indicativos que vá para a disputa.

“Gostaríamos muito que voltasse, mas ainda não deu a palavra dele que vai voltar. Gostaríamos que participasse do processo eleitoral. Na política ele está porque é o presidente do partido, ele está trabalhando, construindo um partido. Então, na política ele está, agora gostaríamos dele no pleito eleitoral”.

O nome do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho, que deve sair do PTB, também foi citado. Segundo Valmir Moretto, já houve várias conversas com Emanuelzinho para ele migrar para o Republicanos. A dificuldade, segundo Moretto, é a posição ideológica de Emanuelzinho.

“Ele defende a política do pai, o Emanuel Pinheiro, que é oposição ao governo Mauro Mendes e o Republicanos é situação. É um grande parlamentar, mas não encaixa no processo político, não tem como fazer política com o grupo de Mauro e o grupo de Emanuel”, disse Valmir Moretto.

Ao comentar a possibilidade de que Emanuelzinho entre no partido a partir de uma decisão a nível nacional, Valmir Moretto disse que já tem uma posição a respeito.

“Eu não vejo problema nenhum, se ele entrar no Republicanos, eu saio”, afirmou, sustentando sua posição porque vê em Emanuelzinho um opositor ao governo Mauro Mendes, diferentemente dele, que integra a base de apoio do governo.

Moretto disse, ainda, que espera a posição do governador Mauro Mendes, que deve ingressar no União Brasil, fusão do DEM com o PSL, para também tomar uma posição política.

“Vai depender muito da forma e da opinião que o govenador Mauro Mendes vai se conduzir. Porque  eu sempre fui da base do governo e não sei trabalhar na oposição e nem sei fazer oposição, porque eu vim pra ajudar meu Estado”.

Quanto às próximas eleições, Moretto disse que ainda não se decidiu, se disputa novamente uma cadeira na Assembleia ou se candidata para a Câmara Federal.

“Ainda não decidi, mas estou aí para servir meu Estado, o que for melhor para meu Estado estou pronto para atender”.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também