CUIABÁ
05 de dezembro de 2021 - 18:54

Medeiros diz que se Moro entrar no Podemos, pode deixar vice-liderança na Câmara Federal

O vice-líder do presidente na Câmara, deputado José Medeiros, disse que foi pego de surpresa com a notícia que Moro deve se filiar até o dia 20 de outubro par ser provavelmente candidato do Podemos à Presidência
medeiros_bocamole

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) disse nesta quarta-feira (13)  que se for confirmado o ingresso do ex-juiz e ex-ministro de Justiça e Segurança Pública  Sérgio Moro no Podemos, ele continua apoiando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de quem é o vice-líder na Câmara. Conforme divulgado pelo Jornal de Brasília, Moro deve ingressar no partido e o anúncio oficial será feito até o dia 20 de outubro.

Segundo o jornal, o líder do Podemos no Senado, Álvaro Dias (Podemos-PR) já vem há algum tempo se empenhando pela filiação de Moro que, após deixar o ministério, tornou -se um desafeto do presidente Bolsonaro, que vai à reeleição.

“O Álvaro [Dias] vinha tentando essa filiação há muito tempo e é possível que seja verdade, sim. Mas realmente fui pego de surpresa com esta notícia. Inclusive já avisei quando começou a discussão em torno de Moro, eu coloquei que vou continuar apoiando o presidente Jair Bolsonaro independentemente de qualquer coisa. E o partido já está ciente disso”, afirmou Medeiros.

Segundo pesquisa interna feita pelo Podemos, Sérgio Moro teria 40% dos votos dos que não querem nem Bolsonaro, nem Lula. O ex-ministro seria, portanto, uma terceira via para disputar à Presidência da República pelo Podemos ou, em outra hipótese, disputar o Senado pela legenda. Medeiros disse que desconhece essa pesquisa, mas admitiu que a filiação de Moro não pode ser descartada, porque foi discutida internamente, “mas não tinha sido batido o martelo”.

“Ainda não deu para fazer nenhuma avaliação, porque está muito fresca a notícia. Temos que conversar dentro do partido. Mas caso se concretizar isso aí, o partido  deve tomar algumas decisões . Vamos pedir a liberação para estar junto com Bolsonaro , mas ainda não dá para fazer previsão alguma se eles vão querer que eu saia da vice-liderança”, disse o deputado José Medeiros, em entrevista à Rádio Capital FM.

Medeiros disse que nesta quarta vai conversar com a presidente do Podemos, deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP), para tentar se inteirar do assunto. Ele ressaltou que numa reunião do partido, a maior parte dos membros que serão candidatos nas próximas eleições, gostaria de ficar livre para poder apoiar o presidente Bolsonaro.

“A gente vai ter que conversar para ver como é que vai ficar. Tem que ter muita prudência, muito caldo de galinha para não entornar o caldo”.

 

 

 

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também