CUIABÁ

Mauro Mendes vai à feira de alimentos e bebidas em Dubai e convida o presidente da ALMT

O evento Gulfood é uma das principais feiras da área de alimentos e bebidas do mundo; Max Russi também deve integrar a comitiva
O governador Mauro Mendes - Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

publicidade

O governador Mauro Mendes (DEM) foi convidado para integrar a comitiva de Mato Grosso que irá participar da Feira Gulfood, em Dubai, nos Emirados Árabes, entre os dias 18 e 27 de fevereiro. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Max Russi (PSB), também deve integrar o grupo mato-grossense.

O evento é uma das principais feiras da área de alimentos e bebidas do mundo. O governador vai aproveitar a participação para mostrar o potencial econômico de Mato Grosso, principalmente na agropecuária, com a produção  de carnes, soja e seus derivados.

Segundo os organizadores, devem participar cerca de 2,5 mil empresas de 85 países. De acordo com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a representação brasileira deverá contar com 42 companhias de alimentos e bebidas.

No período em que Mauro Mendes estiver ausente, assume a chefia do executivo  o vice-governador, Otaviano Pivetta. O mesmo deve acontecer na Assembleia Legislativa que, com a viagem de Max Russi, deve assumir a presidência do Legislativo o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), 1º vice-presidente da ALMT.

Durante a viagem aos Emirados Árabes, Mendes e Russi devem aproveitar para discutir as eleições de outubro deste ano. Conforme os bastidores, Russi já está articulando para compor a chapa como vice ao lado de Mauro Mendes, caso o governador decida ir à reeleição.

Segundo a ApexBrasil, a Gulfood é a principal feira B2B de alimentos e bebidas do Oriente Médio, contemplando bebidas, lácteos, óleos, produtos free-from, carne e frango, grãos e cereais, alimentos, incluindo de nicho e os classificados como ‘specialty’. O perfil dos visitantes é internacional, sendo 60% do Oriente Médio, 20% da Ásia, 9% da África, 8% da Europa, 2% das Américas e 1% da Australásia.

 

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade