CUIABÁ
01 de maro de 2021 - 06:39

Maia diz que é “inevitável’ criação de CPI para fazer uma “grande investigação”

146249


source
maia
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira (18) que é “inevitável” a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar “toda a desorganização, toda a falta de capacidade de logística e de entrega de equipamentos e insumos aos estados e municípios” .

“Isso tudo eu acho que vai acabar em uma grande investigação . É inevitável que a gente tenha pelo menos uma grande Comissão Parlamentar de Inquérito a partir de um momento um pouco mais na frente”, disse, acrescentando:

“Certamente essa investigação vai chegar aos responsáveis pelo não atendimento ao email de uma indústria farmacêutica querendo vender vacina para o Brasil — que agora já não tem mais essas vacinas para vender —, toda a desorganização, toda a falta de capacidade de logística e de entrega de equipamentos e insumos aos estados e municípios, acho que isso vai ficar claro mais na frente”.

As declarações foram dadas em meio a críticas ao ministro da Saúde , Eduardo Pazuello. Maia lembrou que o militar é elogiado pelo governo pela sua experiência na área da logística, mas, segundo o presidente da Câmara, a atuação de Pazuello na Saúde foi falha justamente nesse aspecto.

“Não há planejamento, não se acreditava na importância da vacina . O que me estranha é que quando o ministro Pazuello foi escolhido — ele tem uma boa relação, acho que ele é um bom militar —, mas acho que o motivo que o levou ao ministério, que era bom de logística, provou um fracasso, pelo menos até o momento”, disse.

O presidente da Câmara, que está em campanha para eleger seu sucessor, Baleia Rossi (MDB-SP), que enfrenta o candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, Arthur Lira (PP-AL), também comentou a aprovação do uso emergecial de duas vacinas contra a Covid-19 no domingo.

Ele parabenizou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez críticas a Bolsonaro e classificou como ” papelão ” a atitude de Pazuello “querendo campturar o tema das vacinas”.

“O presiednte da República disse várias vezes que não compraria a vacina chinesa, que quem manda era ele, mas, na hora da verdade, a coragem não é tão grande. É corajoso até parte da história”, disse, acrescentando:

Você viu?

“Apesar do papelão do ministro Pazuello, agora querendo capturar, vamos chamar assim, o tema das vacinas, pelo menos eles compraram as vacinas e, para nossa felicidade, pelo menos 6 milhões de brasileiros estarão imunizados nas próximas semanas”.

Sobre a crise provocada pela falta de oxigênio em Manaus (AM), Maia afirmou que Bolsonaro criou uma narrativa falsa sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu autonomia para estados e municípios na condução da pandemia.

“O presidente, inclusive, ele coloca dessa forma, coloca uma narrativa que o Supremo tirou o poder do governo federal, não foi nada disso. O Supremo deixou claro lá atrás que a coordenação do sistema SUS é do governo federal”, comentou.

A decisão do STF, tomada em 15 de abril, apenas garantiu a autonomia de estados e prefeituras para tomar decisões relacionadas à pandemia. Na mesma decisão, o Supremo deixou claro que o governo federal também pode tomar medidas para conter a pandemia, mas em casos de abrangência nacional.

Questionado sobre o novo pedido de impeachment planejado por partidos de oposição, Maia disse que os deputados e senadores precisam focar, no momento, em “salvar vidas”, mas não descartou a possibilidade do tema ser debatido no futuro.

“Não que o tema do impeachment em algum momento do futuro não deva entrar na pauta ou uma CPI, como eu falei, para investigar tudo que aconteceu na área de saúde durante a pandemia, mas acho que, neste momento, se a gente tira o foco do enfrentamento ao coronavírus, a gente transfere para o parlamento uma crise política e deixa de focar no principal neste momento que é tentar salvar vidas”.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também