Linhas de transmissão no RS beneficiarão 12 milhões de famílias

50791

Cerca de 12 milhões de famílias poderão ser beneficiadas pela energia escoada por linhas de transmissão de 1.200 quilômetros de extensão que começaram a ser construídas no Rio Grande do Sul pela Chimarrão Transmissora de Energia S.A..

Essa Sociedade de Propósito Específico (SPE) é formada pela Cymi Construções e Participações, integrante do grupo espanhol ACS, e pelo fundo de investimentos em participações Brasil Energia, integrante do grupo canadense Brookfield.

A SPE venceu o lote 10 do Leilão de Transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), realizado em dezembro de 2018, e obteve o direito de exploração do serviço de transmissão de energia durante 30 anos.

A previsão é que o serviço comece a operar no primeiro semestre de 2022, quando as obras de construção das linhas forem concluídas. Serão percorridos 43 municípios gaúchos. O projeto vai permitir o escoamento de 6.475 megawatts (MW) de energia, provenientes de parques eólicos do estado, ampliando a disponibilidade de energia renovável produzida pelas usinas da Região Sul do Brasil.

Hoje (9), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou a aprovação de financiamento para a Chimarrão Transmissora de Energia no montante de R$ 1,76 bilhão, para a implantação do projeto, cujo valor total alcança R$ 2,24 bilhões. Durante as obras, serão gerados 9.450 empregos diretos e indiretos. Após a conclusão das linhas de transmissão, serão criados 175 postos de trabalho. O financiamento do BNDES tem prazo de amortização e carência de 24 anos.

Edição: Aline Leal

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também