CUIABÁ
19 de janeiro de 2021 - 10:58

Janaina Riva diz que nova presidência do MDB em Cuiabá será definida por eleição

A deputada descarta que a sigla esteja nas mãos do prefeito Emanuel Pinheiro e novamente o sugere que troque de partido
Janaina 2

Depois de todo o bafafá envolvendo a troca de comando do diretório municipal do MDB em Cuiabá, em 2020, a deputada estadual Janaina Riva, que foi nomeada presidente e depois se afastou do cargo, voltou a falar sobre a polêmica.

A parlamentar disse que na capital o partido continua sem presidente e garantiu que o cargo só será definido após reunião da executiva, sem data marcada, que será sucedida de eleições internas.

“Não conseguimos nos reunir ainda. A gente está vivendo uma situação onde a cada hora um pega covid. Toda hora que vamos fazer a reunião tem alguém de sobreaviso. Estamos esperando com tranquilidade. Vamos fazer primeiro a reunião da Executiva, discutir esta pauta e ai faremos a eleição do nosso diretório já com uma convicção formada”, explicou.

Janaína disse que o partido não enfrenta um racha interno, embora o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, tenha declarado à imprensa, nesta terça-feira (12) que Francisco Faiad tem direito de continuar como presidente do partido, já que foi eleito e destituído sem ter causado qualquer problema ou dano ao partido. aliás, segundo Emanuel, “Faid foi o grande responsável pela articulação que o levou à reeleição no ano passado.” O prefeito, incluisve, estaria se movimentando internamente para garantir a permanecia de Faida à frente do diretório municipal.

“Esta conversa do Emanuel na executiva, com todos os membros do partido, tem sido muito mal recebida. Ninguém no partido aceita imposição; o MDB nunca funcionou assim. O partido já teve várias desavenças com lideranças muito consolidadas no estado e saiu ileso. Quem acabou fora foram as lideranças. Agora, é claro que a gente respeita muito o prefeito porque  é prefeito da capital. O natural é o diretório ficar sempre com o prefeito da capital, mas aqui temos uma situação atípica onde temos um prefeito que em tese está no MDB, mas seu no seu grupo político ninguém é do MDB. Na verdade o MDB não se sente o partido do Emanuel”, disse Janaina.

A deputada garantiu que a sigla está focada nas eleições 2022 e precisa se organizar para a disputa e que não pode ficar nas mãos de uma liderança que “tem como prioridade reeleger um deputado federal do PTB  (fala em relação ao filho do prefeito, o deputado Emaneuelzinho) e que com certeza vai ter como prioridade eleger deputados que muito provavelmente não sejam do MDB”.

“Tenho sentido no Emanuel, muito fígado, muita raiva nas falas dele, muita magoa, muita angustia. Disse desde o inicio, que o melhor caminho para ele era escolher outro partido. Essa liderança que ele quer impor no MDB ele não consegue impor. Você  não se diz uma liderança, você se consolida liderança. Ele, enquanto prefeito da capital, fez um único prefeito. O partido além da capital, fez mais 22 prefeituras. Acho que ele não tem ambiente, não tem liderança dentro do partido. Acho, que na verdade, ele quer é enfraquecer o MDB”, alfinetou.

Janaina disse ainda, que não liga para a fala do prefeito que supostamente a teria chamado de “vaca de presépio”, por sua ligação direta com outro cacique emedebista: o deputado federal e presidente estadual da sigla, Carlos Bezerra.

“Isso a gente nem leva em consideração porque ouvir que você é “vaca de presépio” de um prefeito que era da base do Silval Barbosa (ex-governador do estado preso por corrupção em 2014), que foi  pego, filmado colocando dinheiro no paletó dentro do gabinete do chefe de gabinete do ex-governador…”.

 

 

 

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também