Homem que matou garimpeira no Pará é preso em Mato Grosso

O assassinato teria acontecido em um garimpo no distrito de Crepurizão, município de Itaituba.
505ee8891c893599644a6ae42e2cc8ea

Por: Esportes & Notícias

Um homem de 42 anos, acusado de matar a tiros sua ex-companheira, identificada como Keilleane da Silva, 28 anos, em um garimpo de Itaituba, no Pará, foi preso nesta semana em Paranaíta (a 851 km de Cuiabá). Ao ser abordado pelos policiais civis, ele fingiu ser irmão do suspeito, mas logo assumiu ser quem as autoridades procuravam.

Os investigadores da Delegacia de Paranaíta receberam uma informação de que havia um homem com atitudes suspeitas morando na Gleba Mandakaru, zona rural de Paranaíta. Ao chegarem no local, os policiais localizaram o suspeito que também chegava ao barraco em que vivia.

Ao ser questionado, o suspeito se apresentou com um nome diferente e disse que o nome que constava no mandado de prisão preventiva era de ser irmão, que não encontrava há alguns anos. Os policiais então mostram uma imagem divulgada em um jornal do Pará e perguntou se os dois seriam gêmeos, momento em que o homem assumiu sua verdadeira identidade e o crime cometido.

O homem foi conduzido para a Delegacia de Paranaíta e apresentado ao delegado Eugênio Rudy Jr., que deu cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Comarca de Itaituba.

De acordo com informações da Polícia Judiciária Civil (PJC), em novembro de 2016, o suspeito matou a tiros Keilleane da Silva. O assassinato teria acontecido em um garimpo no distrito de Crepurizão, município de Itaituba.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também