Euclides Ribeiro acusa o governo de MT de paralisar obras do Hospital Júlio Muller

Ao todo o hospital contará com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso e 63 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), destes 25 para adultos, 18 voltados a atender crianças (pediátrico) e 20 recém-nascidos (neonatal).
euclides_hospital

Por Esportes & Notícias

O advogado Euclides Ribeiro (Avante), que disputa a única existente para o Senado Federal em eleição suplementar marcada para 15 de novembro, criticou o governador Mauro Mendes (DEM) pela paralisação das obras do Hospital Júlio Muller, que tiveram início no governo Silval Barbosa e fazia parte do pacote da obras da Copa do Mundo de 2014, recheada de corrupção

“É um crime contra a saúde. Fico indignado em pensar na quantidade de vidas que poderiam ter sido salvas caso o novo Hospital Júlio Müller estivesse em pleno funcionamento nesta pandemia. E mais ainda com o descaso com o dinheiro que já foi gasto na construção e vai se esvaindo com o passar do tempo e sem uma definição dos políticos que passaram pela gestão desde então”, disse.

Euclides Ribeiro disse que o Hospital Universitário, localizado no quilômetro 16 da rodovia Palmiro Paes de Barros, entre a Capital e Santo Antônio de Leverger tem investimento previsto de R$ 116,5 milhões, sendo que metade dos recursos eram estaduais e metade federais, vindos do Ministério da Educação (MEC). Para a atual retomada das obras, R$ 96 milhões de recursos federais já estão assegurados. Ressaltou que o hospital deveria ser um dos maiores do Brasil, com área de 58,5 mil metros quadrados somente de área construída.

Ao todo o hospital contará com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso e 63 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), destes 25 para adultos, 18 voltados a atender crianças (pediátrico) e 20 recém-nascidos (neonatal).

“Não se pode admitir uma situação dessas. Ajudar a retomar essa obra será uma de minhas bandeiras pela saúde de Mato Grosso”, afirmou.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também