CUIABÁ

Emanuel se reúne com a Rumo para discutir adequação de traçado de ferrovia com Plano Diretor

Obras da Ferrovia Estadual Vicente Vuolo devem começar no dia 27 de junho em Rondonópolis, de onde partirão ramais para Cuiabá e Lucas do Rio Verde

publicidade

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, esteve reunido em São Paulo nesta sexta-feira (20) com a diretoria da empresa Rumo Logística S/A, responsável pela construção da Ferrovia Estadual Vicente Vuolo. Acompanhado do secretário Francisco Vuolo (Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico), Emanuel discutiu detalhes do traçado da ferrovia para fazer as adequações necessárias com o Plano Diretor da Capital.

Na capital paulista, Emanuel foi recebido pelo diretor-presidente da Rumo, Alberto Abreu, e esteve reunido com os diretores Danilo Veras, Guilherme Penin e Rodrigo Stéfani.

“Eu vim apresentar os estudos da revisão do plano diretor onde foca Cuiabá para os próximos trinta anos, é Cuiabá 2050. E queremos não só conhecer o plano de expansão dos trilhos que a Rumo tem para Cuiabá e adequá-los ao Plano Diretor, como também adequar o plano diretor com o traçado desse sonho de todos os cuiabanos”, disse Emanuel Pinheiro, em vídeo postado nas redes sociais.

O prefeito informou, ainda, que em breve Cuiabá receberá uma visita técnica de uma  equipe da rumo e que ema breve dará mais detalhes à população cuiabana.

Início das obras

De acordo com o governador Mauro Mendes, ele recebeu na segunda-feira o presidente da rumo e ficou definido que o início das obras será no dia 27 de junho em Rondonópolis, de onde partirá a ferrovia em dois ramais, um chegando até Cuiabá e o outro até Lucas do Rio Verde, passando por Nova Mutum.

“Está combinado com a Rumo, vamos estar em Rondonópolis para dar o pontapé inicial nas obras para a construção da ferrovia rumo a Cuiabá e rumo a Lucas do Rio Verde”, disse o governador, em entrevista à Rádio Capital FM nessa quarta-feira (18).

Segundo Mauro Mendes, o licenciamento ambiental para as obras já está quase concluído. A licença prévia já foi emitida e a previsão é que até o final de maio e inicio de junho deve ser liberada a última licença, que é a licença de instalação.

O contrato entre o Governo do Estado e a Rumo foi assinado em setembro do ano passado e prevê investimentos de até R$ 11,2 bilhões, com recursos privados. O traçado previsto no projeto possui cerca de 740 km de extensão, e ligará Rondonópolis, Cuiabá e Lucas do Rio Verde.

A construção da ferrovia vai conectar Mato Grosso à malha ferroviária nacional, em direção ao Porto de Santos (SP). Conforme o cronograma da Rumo S/A, a previsão é de que o trecho entre Rondonópolis e Cuiabá comece a operar em 2026.

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade