CUIABÁ
25 de setembro de 2021 - 05:33

Eduardo não pede desculpas sobre ‘novo AI-5’ e propõe debate sobre 1964

57213
source
Eduardo falando ao microfone arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Eduardo fez apologia ao AI-5 ao criticar movimentos de esquerda

O deputado federal Eduardo Bolsonaro não fez pedido de desculpas por fala sobre um novo AI-5 nesta quarta-feira (6) durante o início dos trabalhos da Comissão de Relações Exteriores e da Defesa Nacional . Ele preside a comissão e, ao ser questionado sobre o assunto pelo deputado Paulão (PT-AL), o filho do presidente propôs que eles tivessem um debate sobre 1964.

Ele sugeriu a volta do período mais repressivo da ditadura militar na semana passada em entrevista à jornalista Leda Nagle ao falar sobre uma “radicalização da esquerda”. Ele deu a declaração quando a jornalista perguntou a ele sobre os protestos recentes no Chile.

Leia também: Novo AI-5: Partidos denunciam Eduardo Bolsonaro ao Conselho de Ética

A repercussão foi negativa na classe política como um todo e Eduardo Bolsonaro recebeu críticas tanto de partidos de esquerda quanto de direita. A própria cúpula do PSL e o pai dele, o presidente Jair Bolsonaro , lamentaram a fala dele. “Qualquer pessoa que pense na volta do AI-5 está sonhando”, disse Bolsonaro na ocasião.

Durante a abertura da sessão nesta quarta, o deputado Paulão relembrou uma retratação que Eduardo fez em vídeo dizendo que foi mal interpretado, mas ressaltou que seria importante o presidente do colegiado se desculpar também neste ambiente. “Se vossa excelência faz autocrítica, que eu tive a oportunidade de ouvir, que faça também nesta Casa de forma pública”, disse o petista.

Leia também: Gilmar Mendes será relator de ação contra Eduardo por “novo AI-5”

Apesar do pedido, Eduardo disse que ele não precisaria pedir desculpas novamente. “Eu dei uma entrevista para a repórter Leda Nagle na internet e fiz uma retratação na internet. Vossa excelência está querendo que eu me retrate aqui na CREDN, que não foi o local onde eu fiz a minha fala”, afirmou.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também