Cuiabá treina no CT do Inter e já está definido para o jogo contra o Grêmio

O treino foi feito com portões fechados e apenas no final da prática é que a comissão técnica liberou a entrada de jornalistas, principalmente os que viajaram com a delegação para sessão de fotos.
Foto - Pato Rocco - Treino do Cuiabá, no CT do Inter
Foto - Pato Rocco - Treino do Cuiabá, no CT do Inter

Laércio Pato Rocco – Enviado Especial do Esportes & Noticias a Porto Alegre, RS

Com um treino realizado no Centro de Treinamentos do Internacional, na fria Porto Alegre, que está com parte de seu comércio fechado devido a uma nova onda do coronavírus, na tarde desta terça-feira, o Cuiabá já está pronto para o decisivo jogo da tarde de quarta-feira, no Olímpico, contra o Grêmio, a partir das 14h30, no horário de Mato Grosso, onde só uma vitória por diferença de dois gols dá a classificação a equipe cuiabanista. O treino foi feito com portões fechados e apenas no final da prática é que a comissão técnica liberou a entrada de jornalistas, principalmente os que viajaram com a delegação para sessão de fotos.

O trabalho foi bastante movimentado, com o técnico Allan Aal, que fará a sua estreia oficial no comando do clube, parando o treinamentos por diversas vezes para arrumar a marcação do sistema defensivo e também a marcação alta, pois quer o time não dando nenhum espaço ao Grêmio, já em sua linha de defesa

Para este jogo, o novo técnico não poderá contar com sete jogadores que já atuaram na Copa do Brasil, Everton Sena, Luiz Gustavo, Felipe Ferreira, Felipe Marques, Jenison, Elton e Marcinho.
Assim, pelo que mostrou no final do treino da tarde desta terça-feira ele deve mandar a campo a seguinte formação: João Carlos; Hayner, Ednei, Anderson Conceição e Romário; Nenê Bonilha, Matheus Barbosa e Elvis; Yago, Maxwell e Willians Santana.

Ao final do treino, Allan Aal falou rapidamente com a imprensa e disse que não fará alterações na equipe, uma vez que teve muito pouco tempo para treinar e conhecer bem os jogadores.

“Implementar mudanças seria uma coisa que fugiria do nosso alcance e que traria insegurança para o nosso grupo. A gente vai tentar manter o máximo possível que vinha sendo feito mas a competitividade dentro do campo e nos treinamentos vai existir e a gente vai procurar sempre escolher os melhores jogadores que estiverem à disposição para enfrentar o próximo adversário”, declarou.

“A gente sabe que as coisas não acontecem da noite para o dia. Obviamente que a gente vai tirar o máximo proveito daquilo que vinha sendo bem realizado pelo Marcelo Chamusca. Obviamente, também, que a gente sabe que características de treinadores nunca são iguais, podem até ser semelhantes, mas nunca são iguais, e a gente vai procurar, sim, dentro das possibilidades, dentro da nossa condição de treino, ir implementando algumas ideias e algumas características para que a gente possa tirar o máximo possível de qualidade dos atletas que a gente tem no elenco”, completou.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também