CUIABÁ

Confirmado como vice de Mauro, Pivetta diz que sociedade vai decidir se continuam mais 4 anos

publicidade

O vice-governador Otaviano Pivetta (Republicanos) confirmou que vai repetir a dobradinha com o governador Mauro Mendes (União) para disputar mais um mandato de quatro anos frente ao Palácio Paiaguás. Anunciado pelo governado desde março, como o nome preferindo para continuar no cargo, Pivetta disse na tarde desta sexta-feira (05) que caberá à sociedade definir nas urnas.

“Decidimos que vamos nos colocar à disposição para um mandato de quatro anos. Então, estou aceitando entregar mais quatro anos da minha vida para essa finalidade, se a sociedade aceitar a proposta, eu vou estar junto”, disse Pivetta.

“Estamos juntos há bastante tempo e vamos pedir para a sociedade autorização pra continuar mais um período aí se a sociedade entender que somos convenientes”, acrescentou.

A homologação das candidaturas do União Brasil deve acontecer a partir das 18h no Ginásio Dom Aquino, em Cuiabá.

Questionado pelos jornalistas porque demorou para dar uma resposta se aceitaria disputar novamente a eleição no cargo de vice, Pivetta afirmou que as coisas acontecem no seu tempo.

“O prazo para decidir é hoje [[último dia das convenções], a gente não precisa antecipar a decisão”, afirmou.

Ele também disse que concordou com a posição do governador Mauro Mendes em postergar o anúncio que iria disputar a reeleição. Ele afirmou que essa demora não prejudicou as negociações com outros partidos.

“É um jeito diferente de fazer política. O Mauro tem este estilo que eu concordo. Tem que protelar o máximo possível, porque a política no Brasil, como a forma que está o calendário eleitoral, de dois em dois anos, se nós espicharmos o período eleitoral, vira só campanha política. Todo o ano tem política, então, foi decidido, o ano passado nós decidimos, e eu junto, que nós iríamos falar de política no limite do prazo regulamentar e estamos fazendo isso, em tempo. A coligação que se fez, o arco de aliança, é bastante amplo”.

Compartilhe essa Notícia

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade