CUIABÁ
21 de abril de 2021 - 04:26

Botelho admite analisar candidatura ao Governo ou Senado e diz que não tem desejo de ir para o TCE-MT

Cotado como próximo conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Botelho disse que não tem o desejo de ir para o órgão de controle externo.
Botelho NOVA

Por Esportes e Notícias

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (DEM), admitiu que pode analisar candidatura ao Governo do Estado ou Senado Federal em 2022. Neste momento, o democrata disse que já trabalha pela reeleição na Casa de Leis.

“Estou trabalhando com a possibilidade de ser candidato a reeleição, isso que tenho trabalhado. Agora, outras alternativas que aparecerem ao longo do caminho, a gente pode analisar, por exemplo, senador, ser candidato a vice, ser candidato a governador, tudo é possível. Tem muito tempo ainda, muita água para rolar. Vamos aguardar e ver o que Deus tem guardado para nós”, afirmou Botelho em entrevista nesta quarta-feira (7).

Essa é a primeira vez que Botelho admite analisar uma candidatura ao Governo do Estado no próximo ano. O deputado é companheiro de partido do governador Mauro Mendes, que ainda não confirmou se será candidato à reeleição.

Cotado como próximo conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Botelho disse que não tem o desejo de ir para o órgão de controle externo.

“Eu não trabalho com essa expectativa de ir para o Tribunal e nem é um sonho, não é uma vontade tanto assim minha de ir pro Tribunal, eu não tenho esse desejo. Meu desejo é continuar ajudando a população e como parlamentar eu acho que posso ajudar bem mais”, disse.

 Botelho também disse que enquanto presidente da ALMT, focou no Estado e não em se promover politicamente. “Eu como presidente procurei fazer mais política de Estado, trabalhei mais pelo Estado, em nenhum momento fiz campanha para mim, em nenhum momento fiz algo para mim. Eu fui um presidente diferente de todos os outros que estão aí, nunca usei o cargo de presidente para fazer política pessoal para mim. E agora na verdade eu tenho mais tempo”, disse ao comentar que é cobrado pela base eleitoral para estar mais presente nos municípios.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também