CUIABÁ
18 de janeiro de 2021 - 13:19

Bebê pode ter sido vendido para casal em Cuiabá e Polícia Civil investiga o caso

x-8

Por Esportes & Notícias

A Polícia Civil tem um caso intrigante para investigar, onde supostamente um bebê pode ter sido vendido para um casal morador do bairro 1º de Março em Cuiabá. A denúncia foi feita pela ouvidoria da Polícia Civil e repassada para a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

Segundo a polícia, após receber a denúncia, os investigadores foram em buscas de informações sobre o caso. A equipe levantou que a mãe do bebê possui baixo poder aquisitivo e dificuldade financeira e que por conta disso, provavelmente tenha vendido a criança para o casal.

A mulher teria conhecido uma parente do casal, meses antes de realizar a suposta doação. Os investigadores conseguiram localizar a residência do casal que teria pegado a criança para criar. Chegando no imóvel, os investigadores notaram a residência em condições insalubres e a criança trancada na casa.

O investigado disse inicialmente para os policiais, que seria o pai biológico da criança, mas após algum tempo revelou que era padrinho do garoto e quis registrá-lo para criar. No dia que procurou o cartório para registrar a criança em seu nome, o homem também teria tentado colocar o nome da esposa como mãe, no lugar do atual nome da mãe biológica, o que foi impedido pelo cartório.

Ainda em conversa com os policiais, o homem confessou que na verdade conhecia a mãe da criança a apenas dois meses, o que gerou ainda mais desconfiança dos investigadores. Os policiais acionaram o Conselho Tutelar para acompanhar o caso.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso e testemunhas e investigados devem ser ouvidos nos próximos dias.

(Com informações HiperNotícias)

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

Veja Também