Ao ser preso, ”Vip” diz que sua prisão é um grande engano

vio

Preso na Operação Regressus na manhã desta quarta-feira por agentes da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCP), Marcelo Nascimento da Rocha, o Marcelo Vip conhecido vigarista que chegou a dar grandes golpes no país alegando ser filho de um dos donas da Companhia Aérea Gol e outros tipos de golpes se diz inocente. Ao deixar o prédio onde mora, no Condomínio Parque Pantanal III, ele conseguiu afirmar que não entendia a motivação de sua prisão. Ele disse ainda que estaria havendo um engano e que iria esclarecer tudo na Delegacia.

“Foi engano. Tudo será esclarecido na delegacia”, resumiu Marcelo, aos jornalistas que aguardavam sua saída.

Segundo as investigações da operação deflagrada nesta quarta-feira, ele teria tido o apoio de um assessor jurídico da Vara de Execuções Penais, Pitágoras Pinto de Arruda, que também é investigado e alvo da Polícia Civil na Operação Regressus.

A investigação partiu após o magistrado Geraldo Fidelis, titular da Vara em questão, pedir a demissão do assessor por desconfiar que ele estava usando do Fórum para beneficiar presos. Segundo a Polícia Civil, Pitágoras recebia um valor dos detentos para comprar laudos de uma perita, que fraudava os documentos. O valor utilizado para isso não foi informado.

Anterior

Próximo

Compartilhe essa Notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

*Os comentários abaixo não representam nossa opinião.

SE GOSTOU DESSA, CONFIRA...

TOP VÍDEOS

Veja Também